Los elementos constitutivos de los álbumes de fotos escolares y las potencialidades de la relación con las Humanidades Digitales: primeras interlocuciones // The constituent elements of school photo albums and the potentialities from the relationship with the Digital Humanities: first interlocutions // Os elementos constitutivos de álbuns fotográficos escolares e as potencialidades a partir da relação com as Humanidades Digitais: primeiras interlocuções

Ana Cristina de Albuquerque, Cristina Ribeiro dos Santos

Resumen


Este artículo propone una reflexión sobre las posibles edades de las Humanidades Digitales en cuanto a las formas de tratar, organizar y difundir los elementos que constituyen álbumes de fotos digitalizados. Para ello, elegimos el álbum fotográfico del Grupo Escolar Bratislava, una institución escolar del municipio de Cambé, que forma parte del Museo Histórico de Cambé, Paraná, Brasil. El estudio se presenta como exploratorio y bibliográfico. Se eligieron seis ejes que funcionaron como base para el análisis de las interlocuciones sugeridas: salvaguardar y preservar el patrimonio digital, la educación y la formación, la articulación con otras áreas científicas, acceso, difusión e intercambio de conocimientos, compromiso con la sociedad y organización de la información. A partir de la sistematización de la literatura en el área, fue posible establecer un paralelismo entre los elementos constitutivos de los álbumes fotográficos y aspectos de las Humanidades Digitales y señalar algunos factores potenciales, además de puntuar los procesos de Organización y Recuperación de Información como bases para la puesta a disposición recursos digitales para el acceso al conocimiento.


ABSTRACT

This article proposes a reflection on the potential of the Digital Humanities as to the ways to treat, organize and disseminate the elements that constitute digitalized photo albums. To this end, the Bratislava School group's photo album was chosen, a school institution in the municipality of Cambé, which is part of the Historical Museum of Cambé, Paraná, Brazil. The study presents itself as exploratory and bibliographic. Six axes worked as the basis for the analysis of the suggested interlocutions were chosen: safeguarding, preserving the digital heritage, education, training, articulation with other scientific areas, accessibility, dissemination, and sharing of knowledge, commitment to society and organization of information. Based on the systematization of the literature in the area, it was possible to establish a parallel between the constituent elements of the photographic albums and aspects of the Digital Humanities and point out some potential factors, in addition to punctuating the Organization and Information Retrieval processes as foundations for making digital resources for access to knowledge.

 

RESUMO

O presente artigo propõe uma reflexão sobre as potencialidades das Humanidades Digitais quanto as formas de tratar, organizar e disseminar os elementos que constituem álbuns fotográficos digitalizados. Para tanto, escolheu-se o álbum fotográfico do Grupo Escolar Bratislava, instituição escolar do município de Cambé, que faz parte do Museu Histórico de Cambé, Paraná, Brasil. O estudo se apresenta como exploratório e bibliográfico. Foram escolhidos seis eixos trabalhados como base para a análise das interlocuções sugeridas: salvaguarda e preservação do patrimônio digital, educação e formação, articulação com outras áreas científicas, acessibilidade, disseminação e partilha do conhecimento, compromisso com a sociedade e organização da informação. A partir da sistematização da literatura da área, foi possível estabelecer um paralelo dos elementos constitutivos dos álbuns fotográficos com aspectos das Humanidades Digitais e pontuar alguns fatores de potencialidades, além de pontuar também os processos da Organização e Recuperação da Informação enquanto fundamentos para a disponibilização de recursos digitais para acesso ao conhecimento.


Palabras clave


Organización de la información; Representación de la información; Humanidades Digitales; Álbumes // Organização da informação; Representação da informação; Humanidades Digitais;Álbuns fotográficos

Texto completo:

PDF

Referencias


Abdala, R. D. (2010). A prática de composição de álbuns fotográficos escolares a partir da análise do álbum do jornal “Nosso Esforço”, da escola Caetano de Campos-SP. In Anais do VIII Congresso Luso-Brasileiro de História da Educação. São Luís, MA.

Almeida, M. A., &Damian, I. P. M. (2015). Humanidades digitais: um campo praxiológico para mediações e políticas culturais? In Anais do XVI Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação. João Pessoa, PB.

Carvalho, A. (2016). Diversidade cultural: da periferia para o coração dos museus. Boletim ICOM Portugal, 3(5), 8-12. Recuperado de http://hdl.handle.net/10174/16736

Castro, R. M., & Pimenta, R. M. (2018). Novas práticas informacionais frente às humanidades digitais: a construção de acervos digitais como suporte para as digitalhumanities. Informação & Informação, 23(3), 523-543. http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2018v23n3p523

Dacos, M. (2011, 26 mars). Manifesto das digital humanities. Hypotheses, Manifestedes digital humanities (THATCamp Paris 2010). Recuperado de https://tcp.hypotheses.org/497

Dias-Trindade, S., & Mill, D. (2019). Educação em tempos de humanidades digitais: algumas aproximações. In: S. Dias-Trindade, & D. Mill (Orgs.), Educação e humanidades digitais: aprendizagens, tecnologias e cibercultura (pp. 9-23). Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra.

Fitzpatrick, K. (2012). Thehumanities, done digitally. In: M. K. Gold (Ed.), Debates in the digital humanities (pp. 12-15). Minneapolis, MN: University of Minnesota Press.

Flores, D., & Hedlund, D. C. (2014). A preservação do patrimônio documental através da produção de instrumentos de pesquisa arquivísticos e da implementação de repositórios arquivísticos digitais. Série Patrimônio Cultural e Extensão Universitária, (3). Recuperado de http://portal.iphan.gov.br/uploads/publicacao/SerPatExt_n3_m.pdf

Galina Russell, I. (2011). ¿Qué son las humanidades digitales? Revista Digital Universitaria, 12(7), 3-8. Recuperado de https://www.revista.unam.mx/vol.12/num7/art68/

Hjørland, B., &Albrechtsen, H. (1995). Toward a new horizon in information science: domain-analysis. Journal of the American Society for Information Science, 46(6), 400-425. https://doi.org/10.1002/(SICI)1097-4571(199507)46:6<400::AID-ASI2>3.0.CO;2-Y

Hockey, S. (2004). The history of humanities computing. In: S. Schreibman, R. Siemens, & J. Unsworth (Eds.), A companion to digital humanities (pp. 3-19). Malden, MA: BlackwellPublishing.

Kirschenbaum, M. G. (2010). What is digital humanities and what's it doing in English departments? ADE Bulletin, 150(7), 55-61. https://doi.org/10.1632/ade.150.55

Moura, M. (2019). Ciência da Informação e humanidades digitais: mediações, agência e compartilhamento de saberes. Perspectivas em Ciência da Informação, 24(esp.), 57-69. https://doi.org/10.1590/1981-5344/3893

Oberdiek, H. I. (1989). A emigração de judeus alemães na década de 1930 para Rolândia, PR (Dissertação de mestrado). Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Letras, Assis, SP.

Paletta, F. C. (2018). Ciência da Informação e humanidades digitais: uma reflexão. In Anais do XIX Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação (pp. 147-162). Londrina, PR.

Pimenta, R. M. (2016). As rugosidades do Ciberespaço: um contributo teórico aos estudos dos web espaços informacionais. Informação & Sociedade: Estudos, 26(2), 77-90. Recuperado de https://periodicos.ufpb.br/index.php/ies/article/view/28116

Pimenta, R. M. (2020). Por que humanidades digitais na Ciência da Informação? Perspectivas pregressas e futuras de uma prática transdisciplinar comum. Informação & Sociedade: Estudos, 30(2), 1-20. https://doi.org/10.22478/ufpb.1809-4783.2020v30n2.52122

Ribeiro, C. J. S., Santos, L. O. B. S., & Moreira, J. L. R. (2020). Princípios FAIR e interoperabilidade: reprodutibilidade com o uso de modelagem conceitual orientada a ontologias. Informação & Informação, 25(3), 28-51. http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2020v25n3p28

Rodríguez-Yunta, L. (2014). Ciberinfraestructura para las humanidades digitales: una oportunidad de desarrollo tecnológico para la biblioteca académica. El Profesional de la Información, 23(5), 453-462. Recuperado de http://profesionaldelainformacion.com/contenidos/2014/sept/01.html

Rollo, M. F. (2020). Desafios e responsabilidades das humanidades digitais: preservar a memória, valorizar o patrimônio, promover e disseminar o conhecimento. O programa Memória para Todos. Estudos Históricos, 33(69), 19-44. https://doi.org/10.1590/s2178-149420200001000003

Santos, C. R., & Albuquerque, A. C. (2018). O álbum fotográfico como recurso informacional: elementos para fins de organização e representação da informação. In Anais do XIX Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação (pp. 826-843). Londrina, PR.

Santos, C. R., & Albuquerque, A. C. (2019). A caracterização do álbum fotográfico como recurso informacional. InCID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, 10(1), 167-183. https://doi.org/10.11606/issn.2178-2075.v10i1p167-183

Schreibman, S., Siemens, R., & Unsworth, J. (2004). The digital humanities and humanities computing: an introduction. In: S. Schreibman, R. Siemens, & J. Unsworth (Eds.), A companion to digital humanities (pp. xxiii-xxvii). Malden, MA: Blackwell Publishing.

Silva, A. (2008). Álbum de família: a imagem de nós mesmos. São Paulo: SENAC.

UNESCO (2003). Noción de patrimonio digital. UNESCO, El patrimonio digital. Recuperado de https://es.unesco.org/themes/information-preservation/digital-heritage/concept-digital-heritage


Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


REGISTRADA EN

 Directory of Open Access Journals             SciELO - Scientific Electronic Library Online   Logo certificacion revista citma.jpg